em Blog

Diz o ditado: caiu na rede, é peixe. Na rede da internet, o peixe é um tubarão branco de meia tonelada que pode estraçalhar a imagem da sua empresa.

Uma vez compartilhado na web, não tem volta. É preciso estar atento ao conteúdo que sua empresa publica e promove. “Não é como numa revista ou um jornal em que você escreve um texto, alguma barbaridade, depois lê, edita. A rede social é pingue-pongue: devolveu, pisou na casca de banana, cem, mil pessoas já viram”, disse Luiz Eduardo Baptista, CEO da Sky, em entrevista ao Meio & Mensagem.

Internet, sua linda! ♥

Outro ponto importante é a interação. É preciso saber quando e como responder às indagações e comentários do público. “O julgamento é rito sumário na hora. Entendemos que temos de responder. Se a bola vem quadrada, devolve quadrada. Se vem redonda, devolve redonda. O que não pode é não devolver”, afirma.

No universo das mídias sociais a comunicação é constante, compreender seu funcionamento e linguagem é essencial. O social media é o cara que entende deste assunto, mas apenas 22% das empresas têm um hoje em dia.

Para ajudar, confira os oito erros* mais comuns que “viajantes de primeira” cometem nestas terras virtuais:

1. Focar na quantidade de seguidores, não na qualidade
É ótimo ter milhares de seguidores, mas eles não têm muita utilidade se não forem interessados no seu negócio. Invista no público-alvo do seu produto.

2. Não publicar conteúdo de engajamento frequentemente
A atualização de status deve ser utilizada para dizer algo relevante, um conteúdo com que as pessoas possam se engajar (comentar, curtir, compartilhar). Fuja de muitas publicações comerciais e sem foco na interação com o consumidor.

3. Não converter seguidores em consumidores
Conversões são muito importantes para os negócios com presença online. Ter milhares de pessoas compartilhando suas publicações é legal, mas você não terá benefícios a menos que compras sejam realizadas. Apenas 12% das pessoas que vêem anúncios de produtos em mídias sociais efetuam uma compra. Por isso, certifique-se de que seus posts são atraentes aos olhos dos consumidores.

4. Apostar em muitos canais de mídias sociais
A menos que você tenha alguém que cuide exclusivamente de sua presença online, não vai querer se desgastar administrando tantos canais. O Facebook tem mais de 1,2 bilhões de usuários, aposte suas fichas nele – contudo, vale uma análise mais profunda quanto ao perfil de seus consumidores e em quais redes eles estão mais presentes.

5. Não ter personalidade de marca
Não precisa ser o novo Pinguim do Ponto Frio ou descolada como a Prefeitura de Curitiba, basta ser interessante, valorizando as qualidades do seu produto ou serviço. Se os consumidores consideram suas publicações chatas, menores as chances deles gastarem dinheiro com você. Garanta que a personalidade da marca esteja presente em cada publicação. Pratique uma comunicação inteligente e inovadora.

6. Spam
A última coisa que você precisa é encher seu público com spams, a publicidade excessiva e nada assertiva.

7. Transmitir a mesma mensagem em todos os canais
Usar da mesma linguagem em diferentes canais de comunicação não é uma boa ideia. Cada público e canal têm suas particularidades, entendê-las e desenvolvê-las é necessário.

8. Não ter nenhuma estratégia
Não ter nenhuma estratégia de social media é um tiro no escuro que pode atingir o seu próprio negócio. Das empresas que investem na comunicação online, cerca de 53% estão usando as mídias sociais para aumentar sua base de consumidores. Dessas, 90% trabalham com estratégias pré-definidas.

*Com informações de Jason Squires – Social Media for Business

Comentarios

Comentarios

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

gamehero_advergame
%d blogueiros gostam disto: