em Blog

Ah, o jornalismo. Polêmico, ele já foi tratado, direta ou indiretamente, por um grande número de filmes que abordam as situações em que os corajosos (e meio neuróticos) profissionais da imprensa se encontram.

Várias pesquisas apontam o jornalismo como uma das profissões mais estressantes. É fato que ele já foi considerado pior, mas continua no top 10, então, ainda somo vencedores (rsrs).

A lista abaixo é bem variada. Tem para todos os gostos: jornalismo de tevê, revista, jornal e livro. Todos baseados em fatos reais, alguns sérios, outros mais leves. Prepare-se para assisti-los e se aprofundar em cada história, afinal, jornalismo incita checagem de informações.

Boa sessão!

O Informante

Este filme mostra diversas dificuldades que o jornalista passa. Nele, um produtor do programa “60 Minutos”, da rede CBS, tenta convencer uma fonte a falar algumas verdades sobre a indústria do tabaco, mesmo que isso coloque sua própria vida e de toda sua família em risco. Quando a fonte opta por falar o que sabe, o canal de tevê desiste de levar a entrevista ao ar. Com Al Pacino e Russel Crowe, quem gosta de um drama vai adorar a maneira como a história é contada.

Quase famosos

Com uma abordagem bem mais leve que a anterior, mas não menos importante, este filme é baseado na história de vida do próprio diretor, Cameron Crowe, que na adolescência escreveu para a revista Rolling Stone. Meio geek, com uma mãe neurótica, uma irmã louca e apaixonado por música, o jovem acompanha uma banda em turnê para escrever sobre o agitado mundo de sexo, drogas e rock and roll.

Todos os homens do presidente

Repórter do Washington Post investiga uma invasão ocorrida no prédio do Partido Democrata nos Estados Unidos. Sem imaginar a importância do que descobrira, sua reportagem dá início ao escândalo Watergate, que resultou na queda do presidente Nixon. Para quem gosta de jornalismo investigativo e política é uma maravilha!

O diabo veste Prada

Esta comédia mostra a editora de uma importante revista de moda que vive para a carreira e que, por isso, age como uma verdadeira megera. Meryl Streep interpreta a editora que decide contratar a assistente gorda (!!!), interpretada por Anne Hathaway, que precisa aguentar um ano das loucuras da chefe para depois conseguir emprego onde quiser em Nova Iorque. Ótimas interpretações.

Capote

O brilhante Philip Seymour Hoffman dá vida a Truman Capote, que decide escrever sobre o assassinato de uma família americana. Ao ter contato com um dos assassinos, condenado à pena de morte, Capote ganha a confiança do rapaz. Esse conta tudo o que ocorreu no dia do crime. O material das conversas ocorridas na cela do criminoso rendem o livro A Sangue Frio: exemplo de jornalismo literário.

Medo e delírio em Las Vegas

Johnny Depp e Benicio Del Toro representam Hunter S. Thompson, jornalista, e seu advogado. Juntos, eles viajam de carro para cobrir um evento, mas o caminho até o destino é intenso e louco, e mostra os dois abusando de “todas as drogas ilícitas possíveis”. Só deve ser assistido por quem quiser ter uma ideia do que é jornalismo gonzo.

Nos vemos em breve com mais filmes sobre jornalismo!!!

Comentarios

Comentarios

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

elisabeth
%d blogueiros gostam disto: