em Blog

Gigantes como Disney e Pixar estão investindo fortemente em continuações de filmes do ano 2000. É o caso de Procurando Dory, Toy Story 4 e Os Incríveis.

foto 1

Estes estúdios já conquistaram a nova geração de telespectadores com filmes como Enrolados (2010) e o da música chiclete “Let It go”, Frozen (2013), mas o que os levam a ressuscitar personagens criados há mais de 10 anos?

Os sentimentos nostálgico e emocional são fatores importantes: a “continuação” de Procurando Nemo (2003) pode ser usada com um ótimo exemplo; desta vez, a personagem principal da história será a Dory. Ao invés de simplesmente continuarem com a trama da família de peixes palhaços, resolveram explorar as origens de uma personagem que sempre tivemos a curiosidade de saber o motivo de sua falta de memória, mesmo que esta curiosidade já dure 13 anos.

Atualmente, os roteiros deste gênero estão sendo adaptados para atender a todo tipo de público; são acrescentados piadas e temas mais maduros para entreter adolescentes e adultos, sem deixar de perder a essência de um filme infantil e o seu ensinamento para os pequenos.

Outro fenômeno são as adaptações para Live Action (Filmes reais), como Mogli – O menino Lobo, que terá uma nova versão lançada este ano. A animação original foi lançada pela Disney em 1967.

Um fato é certo: filmes infantis podem ter conteúdos mais complexos, assim como filmes de terror podem conter romances, então, livre-se dos julgamentos e divirta-se!

giphy

Comentarios

Comentarios

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

%d blogueiros gostam disto: