em Blog

Vender na internet se torna um desafio maior a cada dia. São milhares de lojas virtuais e ser encontrada pode parecer impossível. Mas calma! É por isso que investir em mídias pagas é uma excelente maneira de ser descoberto pelo consumidor e ganhar espaço no mercado virtual. Vou falar em uma dessas ferramentas que irá te auxiliar a gerar receita.

O Google Shopping é uma das principais mídias pagas utilizadas pelos anunciantes que desejam expor seus produtos em uma vitrine virtual promovendo seu inventário online e local. A plataforma é basicamente um comparador de preços que apresenta ao usuário uma lista de produtos com foto, nome, descrição, preço e nome da marca anunciante.

Com tanta informação de uma maneira prática, os consumidores têm uma noção melhor sobre o produto ofertado antes mesmo de efetuarem um clique no anúncio, consequentemente esses cliques são mais qualificados que um anúncio de texto.

Os anúncios são exibidos na própria página do Google (busca principal) ou na guia Shopping, além de sites parceiros do Google.

A principal vantagem de anunciar no Google Shopping é a sua exclusividade, apenas produtos físicos podem ser anunciados na plataforma, portanto produtos como serviços, cursos e outras categorias que não se encaixam nesta condição não podem ser veiculados. Dessa forma, o Google Shopping acaba se tornando um canal exclusivo para quem é lojista.

Além dessa vantagem, a taxa média de conversão da plataforma é de 2,6%, enquanto a taxa de conversão dos e-commerces brasileiros é de 1,6%, aproximadamente 36% menor que a do Google Shopping.

A plataforma pode oferecer diversas facilidades e benefícios para os anunciantes, entre elas uma taxa de cliques mais efetiva se comparada aos anúncios de textos no mesmo nível de funil de compras e pesquisas, facilidade em gerenciar campanhas, relatórios e mensurações mais detalhadas, por exemplo: é possível avaliar através dos relatórios quais cores de quais produtos tem vendido mais. Além de permitir gerar promoções rapidamente e subdividir os produtos por categoria conforme o objetivo da campanha.

Os anúncios do Google Shopping, assim como outras opções de anúncios dentro do Ads (antigo Google Adwords), participam de leilões, no entanto as cobranças só são geradas conforme a interação do usuário com o anúncio, ou seja, quando o mesmo clica nos anúncios e é direcionado para o site do anunciante. Essa cobrança sobre o clique é chamada de CPC (custo por clique).

Não há um valor exato para investir nos anúncios de Google Shopping, o anunciante pode decidir quanto quer pagar pelo clique, no entanto existem fatores de qualidade e relevância que podem influenciar no valor do CPC, sendo esses:

  • Qualidade e relevância das informações do produto, como título, descrição e imagem;
  • Relevância do site na web: o site deve ser responsivo, obter o selo de segurança https e ser bem avaliado;
  • Relevância do produto com a pesquisa do usuário: o que está sendo anunciado é o que o consumidor está buscando?

Esses fatores não impedem que o anunciante que investe menos apareça nas primeiras posições de pesquisa, afinal se o anúncio do mesmo tiver um grau de qualidade maior, ele irá disputar pela posição de lance superior, assim como os demais.

As campanhas do Google Shopping, por estarem em um ambiente virtual mutável, afinal os concorrentes e consumidores estão mudando a cada segundo, necessitam de acompanhamento e análise diária, procurando atingir os resultados esperados.

Na busca por uma agência de publicidade para gerenciar seus anúncios de Google Shopping? A io! comunica possui profissionais certificados pelo Google preparados para apresentar os melhores resultados para o seu negócio.

Clique aqui e fale com a gente!

 

Comentarios

Comentarios

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

%d blogueiros gostam disto: