em Blog

Os vídeos hoje são fundamentais para quem está incluso no mundo online, seja através de animações 3D ou 2D, filmes ou peças para mídias sociais. Com a evolução da tecnologia os vídeos estão cada vez mais realistas e detalhados dentro de suas propostas. O Adobe After Effects tem um papel muito importante nesta evolução audiovisual.

Em apenas um programa, podemos produzir, editar e finalizar vídeos.

 

Padrões de vídeos

Um fator fundamental antes de começar as edições é saber qual formato será trabalhado, os dois formatos mais usados são: NTSC e PAL

 

NTSC (National Television System Committee)

Implementado na década de 1960 no EUA, este padrão é utilizado na América do Norte e países da América do Sul, transmitindo 30 quadros por segundo, cada um deles formado por 525 linhas de varredura individuais.

PAL ( Phase Alternating Line)

Já o PAL foi integrado também em 1960, mas na Alemanha, este sistema foi criado justamente para melhorar características do padrão criado na América do Norte, onde as transmissões têm como padrão 25 quadros por segundo, cada um deles formado por 625 linhas de varredura individuais. Este é o sistema utilizado no Brasil.

 

Principais Funcionalidades

O After Effects não é apenas uma ferramenta para criação de animações 3D ou 2D, nele também podemos corrigir perspectivas ou acrescentar objetos em cenas. Aqui estão algumas das funcionalidades do programa:

  • Aperfeiçoar aspectos e movimentos de câmera;
  • Realizar o posicionamento de camadas com precisão;
  • Congelamento, retroceder e criar slow motion;
  • Criar elementos com profundidade;
  • Fixar objetos em momentos específicos do vídeo.

 

Área de trabalho

Neste quesito o programa é muito flexível, onde é possível fazer personalizações de todas as abas para deixar o seu trabalho mais confortável e prático, exibindo apenas paletas e ferramentas que serão necessárias para o trabalho específico do momento.

As paletas serão suas melhores amigas na hora de colocar a mão na massa, são elas que fazem as “mágicas” acontecerem, as mais essenciais são:

  • Info: nesta paleta são exibidas as posições  (X e Y) do projeto que está sendo trabalhado;
  • Áudio: obtenha uma prévia do áudio. Na edição o áudio do vídeo não será executado a todo momento, ele só será acionado quando for requisitado;
  • Preview: uma das ferramentas mais importantes, é com ela que você terá uma prévia do material que está sendo editado;
  • Effects & Presets: nesta paleta ficam disponíveis todos os efeitos disponibilizados pelo programa, você também pode fazer compras de terceiros e instalá-los para utilização.
  • Project: aqui ficam todos os seus arquivos importados para o programa e também as composições criadas.
  • Timeline: é nesta paleta que são criadas as camadas de trabalho, aplicação de efeitos, cortes e ajustes na linha do tempo.

 

Criando uma nova composição

Antes de começar um projeto, devemos ter definido qual será a finalidade do vídeo, para assim escolher as configurações corretas para não existir problemas de perda de resolução ou até mesmo ser criado no formato não compatível com veículo escolhido.

 

Estas são as funcionalidades essenciais para a criação do seu projeto:

  • Width: esta caixa determina a largura do quadro;
  • Height: esta caixa determina a altura do quadro;
  • Frame Rate: aqui especificamos o valor de quadro por segundos (taxa de frames);
  • Resolution:  é onde definimos a resolução da composição, estas são as opções: Full, Half, Third, Quarter ou Custom;
  • Duration: define a duração da composição;
  • Background Color: escolha a cor de fundo da composição, esta cor só é representativa para melhor visualização do projeto, pois na hora de importar ela é transparente;

É importante o entendimento do Frame Rate (Taxa de Frames), pois cada veículo pede uma taxa de quadros por segundo diferente. Outro detalhe importantíssimo é que o valor do frame rate deve ser determinado de acordo com as imagens que foram gravadas, pois o conflito entre estes dados pode gerar problemas na execução e visualização perfeitas deste projeto.

Estas são as taxas de frames dos tipos de saída:

  • Filme: 24 fps;
  • Vídeo em NTSC: 29.97 fps;
  • Vídeo em PAL: 25 fps;

 

Paleta Composition

Esta é a paleta onde será pré-visualizada a composição que está sendo criada, mas também é possível fazer animações manualmente:

 

A dominação desta paleta é extremamente necessária, para um melhor rendimento de trabalho.

  • Always Preview This View: define a visualização atual como a visualização padrão;
  • Magnification Ratio: determina um grau de zoom para a composição;
  • Mask and Shape Path Visibility: visualizar ou não as máscaras em uma composição;
  • Current Time: permite definir um novo quadro ou tempo;
  • Take Snapshot: captura de uma imagem da tela;
  • Show Last Snapshot: exibe a última imagem capturada;
  • Show Channel: permite escolher qual canal de cor será exibido, dentre as seguintes opções:
  1. RGB (Vermelho, Verde e Azul) está é a configuração padrão;
  2. Alpha (alfa) as áreas transparentes são exibidas em preto e as opacas em branco;

 

Grids e safe-zone

Muitas vezes o projeto que está sendo criado será exibido em mais de um veículo. Pode acontecer deste vídeo perder as suas bordas, pois as resoluções são diferentes ou até mesmo quando o projeto for exibido apenas na TV pode ocorrer esta perda, pois existem muitos modelos diferentes de TV e cada uma delas tem a sua adaptação de imagem, então é extremamente necessário o uso das zonas de segurança, trabalhando dentro destas guias nenhum material importante será perdido.

Criando animações

O After Effects é um programa muito usado na pós produção, então será necessário importar objetos e vídeos criados de outros programas para então iniciarmos o processo de animação. O mais aconselhado é utilizar os programas do pacote Adobe, já que existe a integração entre eles, assim todas as configurações serão mantidas.

 

Transformando as animações

Você irá usar muito as letras “A, P, S, R e T” estas cinco teclas representam atalhos para a transformação das camadas do projeto, sendo elas: Anchor Point, Position, Scale, Rotation e Opacity, respectivamente.

  • Scale (S): a escala original da imagem importada pode ser alterada para que possamos utilizá-la da maneira mais adequada;
  • Position (P): determine a posição das peças de acordo com os eixos X (vertical) e Y (horizontal);
  • Rotation (R): rotacione as layers necessárias;
  • Anchor Point (A): escolha qual será o ponto ancora do objeto, as animações sempre usam este ponto para criar seus movimentos;
  • Opacity (T): determine a opacidade da sua imagem ou vetor.

 

Animações pré-definidas

Na aba effects & presets é possível aplicar efeitos já prontos nas suas layers, uma mão na roda para a criação de animações simples. Basta arrastar o efeito para a camada desejada ou dar dois cliques no mouse.

 

Effects Control

Nesta paleta serão exibidos os controles dos efeitos aplicados na camada. É nela que você terá um panorama completo do projeto. São estes os controles disponíveis:

  • Valores sublinhados;
  • Sliders;
  • Ícones de ponto de efeito;
  • Controles de ângulo;
  • Menus;
  • Amostras de cor;
  • Gráficos;
  • Eyedropper (conta-gotas).

 

Conceitos

Antes de começar qualquer criação é necessário planejamento, saber qual é o resultado que deverá ser alcançado, precisamos de diretrizes de formas, cores, sons, movimentação e realismo para assim ser criado um trabalho assertivo dentro da sua proposta.

Visual Realista

Este visual em questão é a mistura de elementos reais com peças gráficas, vídeos ou fotos que não estão na composição original. O grau de dificuldade fica por conta da manipulação de imagem para adequar enquadramentos, luz e profundidade. Em Game of Thrones, por exemplo, podemos ver a mesclagem de elementos práticos e pós-produção. O chroma key é uma ferramenta muito usada para a criação do visual realista.

 

Animações

Depois de desenvolvido o storyboard é hora da criação. As animações em questão são 100% digitais, então é muito importante ter noção de movimento, luz, profundidade para que os objetos não fiquem mecânicos, além de escolher se os mesmos serão em 2D ou 3D.

 

Finalizações

Apagar uma pessoa que não deveria estar na cena, acrescentar janelas a uma casa, tudo é possível na pós-produção. É neste momento que serão criados as montagens e acabamentos necessários em filmagens, stop motions ou até mesmo animações de outros programas.

No vídeo para a cliente Cohquê foi usado este método, onde as grafias foram adicionadas na pós- produção depois da edição realizada no programa Adobe Premiere.

 

A criação do After Effects em 1993 abriu as portas para infinitas possibilidades e oportunidades para novas criações e a io! comunica está sempre à procura de obter novos conhecimentos e técnicas disponíveis no mercado para melhor atender nossos clientes com #estratégiacriativa.

Conheça mais como podemos te ajudar na área de criação e direção de arte.

 

Comentarios

Comentarios

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

%d blogueiros gostam disto: